Terça-feira, 20 de Maio de 2008

Crónica de um aluno de Direito

                                     Política e Direito

 

Ser estudante é uma experiência muito enriquecedora, mas estudar Direito é um privilegio. Direito constitui para mim a ciência humana mais fascinante, não só pelos largos conhecimentos jurídicos que nos transmite como pela larga base de conhecimento em relação às tradições socioculturais e politicas, não só nacionais como mundiais. Aprendemos para além de aplicar leis, a aplicar Direito, a pensar e compreender a sociedade, resultando numa visão única, objectiva e, acima de tudo, racional. Direito é sabedoria. É o Direito que nos que garante as nossas liberdades fundamentais, exemplo disso é o direito e liberdade de expressão, que nos permite ter esta discussão política.

 

Admito alguma dificuldade para começar o texto da melhor forma, devido à complexidade do assunto, mas de facto a verdade inegável é que enquanto alunos de Direito somos privilegiados, por tudo supra citado, e enquanto jovens políticos, iniciando aqui a nossa actividade, pela oportunidade que nos é dada para cumprir aquele que é o sonho de muitos: mudar o mundo e corrigir tudo o que está mal na sociedade. Admito, de novo, corrigir tudo pode parecer uma missão herculeana, mas temos que começar por algum lado. Tudo o que temos que ser, como aprendemos, é o homem médio, ou seja, se agirmos dentro das nossas possibilidades, dentro do que está ao nosso alcance racional ou físico, já teremos cumprido a nossa função e tenho a certeza que teremos mudado o mundo, ou pelo menos parte dele. É por isto que lutamos, para dar a conhecer à sociedade a nossa ideologia, as nossas ambições, os nossos desejos. É assim que queremos chegar ao bem último, ao fim último do homem ( e da política) na sua relação com os outros, em sociedade e regulada pelo Direito: a justiça.

 

Podemos não receber imediatamente o reconhecimento ou o crédito que nos é merecido, mas um pensamento deve ser constante nas nossas mentes: devagar se vai longe. Com pequenos passos, podemos alcançar grandes metas. Por isso aplaudo de pé a Juventude Socialista, pelos passos dados até hoje, mas reconhecendo que temos não só o direito como o dever de continuar a dar passos, em lutar contra os «falsos recibos verdes», contra os estágios não remunerados ou, por exemplo, pelos direitos dos homossexuais. A JS tem dado estes pequenos passos, que à sua medida são grandes passos e grandes metas, mas muito trabalho nos espera antes de nos podermos dar por satisfeitos, se é que isso alguma vez poderá ser possível. Para isso podem contar com o contríbuto do NES-FDL.

 

É, sem dúvida, com o nosso fundamental contributo, que vamos mudar a sociedade. Ubi ius, ibi societas, e onde estiverem jovens socialistas haverá uma discussão ideológica, política ou social, o necessário debate de ideias para melhorar a sociedade. 

publicado por Luís Pereira às 21:04
link do post | comentar

Sobre nós

Benvindo ao Blog do Núcleo de Estudantes Socialistas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, local de discussão política e fraterna, à esquerda da indiferença, mas sempre no centro da participação.

Site Oficial do NES/FDL

Site Oficial da JS

Site da FDL

Contribuidores

PS TV

JS TV

Últimas PS

Jovem Socialista

Carregue na imagem para ver o Jovem Socialista número 468

Órgão Nacional de Comunicação da JS

Jornais

Ficha de Militante da JS

Carregue na imagem para sacar a Ficha de Militante da Juventude Socialista

Junte-se ao NES/FDL!

Ficha de Militante do PS

Carregue na imagem para sacar a Ficha de Militante do Partido Socialista

Junte-se ao PS!

arquivos

Setembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

participar

participe neste blog

blogs SAPO

subscrever feeds