Segunda-feira, 17 de Julho de 2006

Visão

O Congresso da Juventude Socialista é sempre um momento de reflexão, de tomada de posições, de discussão de ideias, de convívio, de amizade. Felizmente que assim vai sendo. Caso contrário, não fazia já sentido a nossa existência.
Enquanto alternava entre o estudo da Economia Política, "Paris" do Zola e o Congresso na TvNet, fui-me interpelando a mim mesmo de muitas coisas, sobre as quais não vou discorrer, caso contrário, descia o número de visitas...
Todavia, no rescaldo do Congresso, não posso deixar de tecer alguma considerações, mais ou menos importantes para mim, e que gostava de partilhar. Desde já os parabéns ao Pedro Nuno pela vitória e votos de dois anos de liderança salutares e empreendedores.

Dizer que a defesa de um"sim" ao aborto será o "combate da vida da JS" é, no eu entender, ir longe demais! Primeiro porque a JS tem, e deve continuar a ter, mais do que um combate e em todos eles aplicar toda a sua força, o seu entusiasmo, a sua dedicação. Além do mais, sendo este o "combate da vida da Js", ou seja, o do "tudo ou nada" estamos a pôr em xeque toda a estrutura, não por uma acontecimento interno mas por uma decisão que caberá a cadaportuguês no uso e fruição do princípio democrático e do princípio da acção segundo os seus valores e conciência. e eu pergunto: se este é o combate das nossas vidas, se o perdermos, quem arrecadará com as culpas? É que a vitória depende muito pouco de nós, mesmo a despeito de todo o trabalho que por todos nós possa vir a ser feito na consciencialização da opinião pública e em especial das camadas mais jovens da nossa sociedade. "Chegou a hora e vai ser esta geração que vai participar na vitória do 'sim' no referendo à interropção voluntária da gravidez", exultava o Secretário Geral. Eu acredito que sim... É a missão da JS... Mas antes de mais, é preciso analisar. Eu pergunto: será mais premente, neste momento a luta por melhores condições dos jovens a um emprego, a melhores condições no arrendamento, à educação e ao ambiente pontos menores em relação à defesa do aborto?
Sinceramente, prefiro não responder... Vou ficar a ver o barco no alto mar e esperar que não funcione só o motor esquerdo do aborto mas também os demais, os restantes... é que só com um motor o barco até anda..mas pouco!

Enquanto Jovem Socialista penso que o discurso de José Socrátes foi muito bom e chamou a atenção para um país real em que, todos nós, nos inserimos e pelo qual temos de continuar a lutar.

Para minha alegria a FDL encontrava-se bem representada e isso só pode ser, para todos, motivo de orgulho e contentamento.
publicado por NES-FDL às 19:31
link do post
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Sobre nós

Benvindo ao Blog do Núcleo de Estudantes Socialistas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, local de discussão política e fraterna, à esquerda da indiferença, mas sempre no centro da participação.

Site Oficial do NES/FDL

Site Oficial da JS

Site da FDL

Contribuidores

arquivos

Setembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

participar

participe neste blog

blogs SAPO

subscrever feeds