Terça-feira, 20 de Junho de 2006

Debate entre candidatos: uma visão!

(falta imagem)

Como seria de esperar às 21 horas a sede da FAUL era ainda um lugar deserto. As poucas figuras vagabundeavam apontando as horas relativas para o início de um debate que, conforme as expectativas, seria animado, vivo e com uma vitória assumida.
Cheguei pouco depois do início. Vi duas pessoas com ideias simultaneamente semelhantes (já que ambos se enquadram na JS) e divergentes em alguns pontos. Expectável o facto de o Pedro Nuno dominar, em termos técnicos, melhor a matéria económica e o João Tiago tudo o que dizia respeito ao ambiente e, para espanto meu, a grande parte das opções estruturantes e históricas da JS. Embora a ambos fosse concedido o mesmo tempo para falar, o maior alvo das interpelações a que estava consagrada a terceira parte do debate foi o candidato João Tiago. E a análise que eu faço é verdadeiramente positiva. Soube cumprir o seu papel, estudar a lição e arrancar do outro candidato um acesso de fúria que não pareceu normal a quem, na plateia, abismado, compreendia que os pontos de discussão se centram, não na polítca da JS mas na maneira como as pessoas têm encarado a política nos últimos tempos, talvez, nos últimos anos.
Quando os relógios marcavam meia-noite, decidi que um sono revigorante iria contribuir substancialmente mais para um bom dia de estudo que ficar ali mais horas (dado o número de perguntas existente).
Não escondo a minha simpatia pela candidatura do João Tiago, no modo como é audaz e na maneira como tem abordado esta campanha.
Salientarei, todavia, uma atitude que me deixou intrigado e desanimado. A dada altura, o João Tiago refere que a Js não podia ser uma associação elitista e que gostava de ver mais pessoas provindas de minorias étnicas e de outras raças para que a JS melhor pudesse desenvolver um trabalho nessa área e, ao mesmo tempo, diversificar culturalmente a JS. Os sorrisos (não quero acreditar que em tom sarcástico!!!) não se fizeram esperar dando a entender a impossibilidade de tamanho acontecimento. Agora eu pergunto: É este pensamento de quem se revê nos valores da esquerda democrática? São estas as atitudes e o pensar de quem pertence à JS?
Novos dias virão. Sopros diferentes talvez. Mesmo que o vento continue na mesma direcção sinto que algo está a mudar. E, sinceramente, impõem-se que, perante o Portugal que temos com uma mentalidade democrática que deixa, em termos culturaism históricos e valorativos, muito a desejar, que se faça e se lute por mais.
Creio que o trabalho que o Pedro Nuno tem vindo a realizar tem sido muito positivo. Do meu ponto de vista só falta uma coisa que se condensa numa das máximas da minha vida: "Não basta fazer bem aquilo que fazemos...é preciso fazê-lo com amor!"
publicado por NES-FDL às 18:38
link do post
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Sobre nós

Benvindo ao Blog do Núcleo de Estudantes Socialistas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, local de discussão política e fraterna, à esquerda da indiferença, mas sempre no centro da participação.

Site Oficial do NES/FDL

Site Oficial da JS

Site da FDL

Contribuidores

arquivos

Setembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

participar

participe neste blog

blogs SAPO

subscrever feeds