Sexta-feira, 7 de Abril de 2006

A questão do tabaco

Pois é caros camaradas, parece que o Governo apresentou uma proposta de lei ao nivel das já existentes na Espanha, Reino Unido, e Suécia... e esta é uma questão que merece reflexão, por vários aspectos.

Importante frisar que eu não fumo, aliás, nunca toquei num cigarro, nem em nada do género, mas não alinho neste discurso anti-tabagismo, tão ao nível do existente nos EUA, onde desde há muitos anos os fumadores têm visto os seus direitos muito restringidos.

Acontece que com esta lei, deixa de ser permitido fumar em bares, discotecas, restaurantes e locais similares, a menos que os estabelecimentos em causa tenham local apropriado para os seus clientes o fazerem... Isto é atentar contra os direitos dos fumadores. Beber alcool também faz mal á saude, só que aqui existem outros interesses que falam mais alto! Se, como toda gente sabe, o tabaco faz mal à saude e é das principais causas de cancro, se é uma droga (embora licita), entao os governos mundiais deveriam pura e simplesmente proibir o seu consumo! Só que os mesmos governos que criam estas leis verdadeiramente aberrantes sao os mesmos que taxam com impostos altíssimos o tabaco. Todos nós sabemos que por cada maço vendido, para cima de metade do valor da venda vai para o Estado... Logo, os governos têm interesse no tabaco, deixemo-nos de hipocrisias...

Saudações socialistas
publicado por NES-FDL às 21:49
link do post | comentar
2 comentários:
De Anónimo a 10 de Abril de 2006 às 01:56
Pedro, o Processualista se criasses uma lei a proibir o consumo do tabaco regressavas aos anos 30 qd o al-capone se divertiu c a lei seca. Tás a morrer bahahahahahahhahah Eu sou mais pela analise do caso concreto. A discoteca é um local diferente do restaurante. Para alem de ser dificil o controlo d tal decisão, essa propria decisao é contra-natura. Fumar em restaurantes Não !! Fumar em Discotecas Sim. Eu não sou fumador apenas sou consumidor ocasional das cigarrilhas do Silveira.BAHHAAHHAHA

Sem mais nada a declarar,

Ivan, o Constitucionalista
De Flecha Ruiz a 9 de Abril de 2006 às 19:11
Sou fumador e vejo esta lei como das melhores leis que já foram criadas!! Isto porquê? Porque não gosto de comer com fumo de tabaco a passar-me ao lado, não gosto de estar a conversar com os meus amigos e estar a respirar o fumo de outrém e detesto estar numa discoteca e passadas 2 horas ter que sair por causa de dores nos olhos.

Quem me conhece sabe que evitar incomodar é uma das grandes preocupações que tenho quando estou a fumar...evito ao máximo que não-fumadores estejam a levar com uma opção minha, ainda para mais uma opção nada salutável.

Sou fumador, fumo em bares e discotecas (embora me recuse a fumar em restaurantes, e peço sempre para ir para a zona de não-fumadores, salvo jantares de amigos onde é mais dificil controlar devido ao tempo passado à mesa), mas faço-o porque não há nehuma lei que me impeça de e sabe-me bem. Agora...eu tenho o direito de fumar,de estragar os pulmões e a quantidade de orgãos afectados, tenho o direito de cheirar como me apetecer, mesmo que seja a tabaco...mas por que é que o inocente transeunte ou cliente do espaço fechado tem que sofrer os mesmos maleficios que eu?

Sempre fui a favor de espaçoes restrictos para fumadores...O Oliveira comenta que isto atinge os direitos dos fumadores e que o interesse é político. Que o alcool também faz mal e não há restrições...

Quanto ao alcool...é óbvio que se eu beber 7 ou 8 copos de vodka isso não vai afectar a pessoa que está ao meu lado. Ela não consome esse alcool comigo (com tabaco consome), não fica com o cheiro a alcool no corpo (com tabaco sim), não fica com problemas nos sentidos, nomeadamente visão e vias respiratórias (com tabaco sim).
Quanto às questões politicas...sinceramente procupa-me mais o aumento dos combustiveis e das propinas do que o aumento do preço do tabaco. Não nego que sofro com esse aumento e que não me pesa, mas se pudesse escolher algo para aumentar nessas 3...escolhia o tabaco!
Quanto aos direitos...talvez se possa considerar uma colisão de direitos...?Então resolve-se a questão como uma colisão de direitos, onde julgo que o direito do não-fumador detém primazia. Se ambos devem ceder um pouco...então vai cada uma para seu sitio ou os fumadores fumam menos, o que até faz bem!

Não percebo como é que se pode considerar atentado ao direito de restringir a prática de algo que só traz maleficios. A obrigatoriedade de usar capacete nas motas retira o direito(?) ao "estilo" que possa ter (não sei, nunca conduzi nenhuma), mas salva vidas.

Flecha Ruiz

Comentar post

Sobre nós

Benvindo ao Blog do Núcleo de Estudantes Socialistas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, local de discussão política e fraterna, à esquerda da indiferença, mas sempre no centro da participação.

Site Oficial do NES/FDL

Site Oficial da JS

Site da FDL

Contribuidores

arquivos

Setembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

participar

participe neste blog

blogs SAPO

subscrever feeds