Sábado, 11 de Março de 2006

Entrevista de José Socrates ao Expresso



O Primeiro-Ministro José Sócrates concedeu uma entrevista ao semanário Expresso, onde revelou que este ano será ainda um ano de fortes medidas orçamentais, apesar de sem recurso a novos impostos. Enunciou o Complemento Solidário para Idosos como a medida que mais gosto teve de tomar e o aumento do IVA como a mais difícil.
José Sócrates afirma ter a melhor das expectativas em relação a Cavaco Silva como Presidente da República e diz que teria feito exactamente o que fez em relação ao apoio presidencial do Partido Socialista.
Questionado sobre a co-incineração, afirma-a como uma necessidade ambiental de Portugal e no que diz respeito à PT garante Sócrates que o Estado manterá a "Golden Share" com ou sem Belmiro de Azevedo.
Em relação à hipótese do PS estar aberto a uma proposta de lei sobre a legalização dos casamentos entre homossexuais, o Primeiro-Ministro garantiu estar atento ao debate, sendo que a grande prioridade do PS em matéria de alargamento de direitos será o Aborto.
publicado por NES-FDL às 04:46
link do post
De PedroSilveira a 11 de Março de 2006 às 20:54
Antes de mais gostaria de dizer que li a entrevista na íntegra e, no geral, foi do ponto de vista político uma boa entrevista. José Sócrates mostra-se acima de tudo um político coerente e um Primeiro-Ministro com um rumo traçado, com objectivos definidos e metas claras a atingir.

No entanto, natureza dessas metas (como por exemplo a descida este ano do défice de 6% para 4,8%), continua a optar por um discurso demasiadamente baseado em cortes orçamentais.É certo que é necessário,é certo que é mesmo indispensável proceder-se a tais cortes, mas não a qualquer custo!Não efectuando cortes na Saúde e na Educação. Gostava de poder acreditar que as reestruturações nestes dois sectores não se devem a fins económicos mas sim a uma racionalização dos serviços públicos,mas o que na realidade se verifica são aumentos de 23% nas taxas moderadoras (existindo meios alternativos)dos Hospitais Públicos; é uma aposta incrível nos Hospitais-empresa; é o fechar de inúmeros centros materno-infantis em todo o país (alguns compreensivelmente, outros nem por isso, outros inacreditavelmente); é o reagrupamento de escolas baseado em números e não em casos concretos; é a diminuição orçamentada em relação à Acção Social no Ensino.

A este discurso, no entanto, e coerentemente com o que disse na campanha eleitoral, José Socrates apõe o do crescimento económico. Nesse domínio, realmente, têm sido feitos efectivos esforços no relançamento da economia nacional.Á queda nos últimos meses da popularidade de Manuel Pinho (tendo sido inclusive dado como "remodelável") contrapõe-se agora uma subida clara e merecida da mesma popularidade. A isto o Governo tem também acrescentado (não tanto como eu gostaria) as preocupações sociais.O COmplemento Solidário do Idoso é, na minha opinião, uma medida histórica (a par talvez do rendimento mínimo garantido)!O combate ao desemprego deve também ser, neste domínio, mais que uma prioridade: um imperativo (pese embora não se podendo cair na tentação de criação de empregos na Adm. Pública, o que nos reconduz sempre ao problema do relançamento do crescimento económico).

Quanto a outros 2 temas abordados pelo PM na entrevista (a Ota/TGV e a Co-incineração) penso que é simples: existem estudos suficientemente credíveis, actualizados e independentes sobre a matéria?Siga-se o seu resultado!Sinceramente faz-me muita impressão que simples leigos na matéria desatem a argumentar contra matérias eminentemente técnicas.

Em relação à PT congratulo o Governo por finalmente afirmar que deseja garantir, seja como seja, a Golden Share na PT.

E por fim em relação à legalização do casamento entre homossexuais foram sensatas as palavras de Socrates,reafirmando o compromisso assumido com a JS, pelo que considera este ser o tempo de debate e de auscultar a sociedade civil sobre o tema.
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Sobre nós

Benvindo ao Blog do Núcleo de Estudantes Socialistas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, local de discussão política e fraterna, à esquerda da indiferença, mas sempre no centro da participação.

Site Oficial do NES/FDL

Site Oficial da JS

Site da FDL

Contribuidores

arquivos

Setembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

participar

participe neste blog

blogs SAPO

subscrever feeds