Sábado, 5 de Janeiro de 2008

Dura Lex, Sed Lex


Entrámos esta semana em 2008, um ano de grandes expectativas, de que se espera muito, muitas lutas, muitas vitórias e que só interessa olhar para os desafios, que irão ser bastantes, com muita determinação, motivação e acima de tudo vontade de vencer. Se houve coisas boas de 2007, que sejam para manter neste novo ano. Se houve coisas más em 2007, espero que seja um ano em que se consiga altera-las, mudar para bem melhor, seguir em frente. Eis a palavra chave: mudança.

Falando em mudança, primeiro sinal daquilo que se pode considerar já uma mudança: Clinton que era a favorita fica em 3ª nas primárias, o candidato da mudança, dos jovens, o candidato com o discurso mais coerente e melhor conteúdo, Barack Obama, reúne o maior número de votos e consegue uma vitória histórica que em muito contribui para um cenário que eu espero: Obama candidato democrata às eleições, que se aproximam no próximo ano, nos Estados Unidos da América. E que sinal de mudança seria a América ter o primeiro presidente negro da história...

E não é assim que deve ser? Os melhores, os mais competentes, os mais correctos, os mais esforçados, os mais determinados, os que têm mais vontade de trabalhar, de ajudar, de melhorar as coisas é que devem ter sucesso, devem ganhar, não ao contrário. Seria também isto uma mudança. Espero que este ano as minhas palavras façam todo o sentido...literalmente.

publicado por Luís Pereira às 15:09
link do post
De Flecha Ruiz a 8 de Janeiro de 2008 às 13:05
Quanto a essa questao de que nos E.U.A. qualquer um com trabalho e merito consegue chegar ao topo nao sera bem assim. Quem manda na Pais nao e o Presidente nem o Senado ou Camaras, mas a Casa Branca.Os Presidentes vem e vao, os funcionarios ficam...e que funcionarios. Bush era fantoche, por um lado ate da pena porque o acho legitimamente honesto, apesar de estupido e credulo.
Obama tem tido alguma projeccao e acabo por o achar firme e convicto daquilo que quer e isso viu-se num gesto tao simples como o episodio do Pin.
Mas, sejamos honestos, nenhum do candidatos realmente incidiu sobre questoes de fundo e relevantes, fala-se do Iraque e Saude (as unicas e alguns candidatos fogem) e de mais meia duzia de trocados. Ainda nao consegui perceber bem o que cada um quer. Estou de acordo com o fabio morgado quando diz que os debates sao pobres e ensaiados...

Quanto a mudancas...comecemos por pequenas como respeito pelo proximo. A lei do tabaco foi um bom exemplo...embora me custe ver um pouco de civismo ser imposto por uma lei! Mas a pouco e pouco, pormenor a pormenor...
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Sobre nós

Benvindo ao Blog do Núcleo de Estudantes Socialistas da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, local de discussão política e fraterna, à esquerda da indiferença, mas sempre no centro da participação.

Site Oficial do NES/FDL

Site Oficial da JS

Site da FDL

Contribuidores

arquivos

Setembro 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Outubro 2008

Setembro 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

participar

participe neste blog

blogs SAPO

subscrever feeds